Header Ads Widget

Dia D da Campanha Nacional de Multivacinação acontece neste sábado


Neste sabado, dia 16, acontece o dia “D” de mobilização nacional da Campanha Nacional de Multivacinação, oportunidade em que a Secretaria da Saúde do Estado e as secretarias municipais de Saúde vão empreender esforços para vacinar contra o sarampo crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade, não vacinados ou com esquema incompleto, considerando a situação epidemiológica da doença no país, além de ofertar as demais vacinas para o controle de doenças imunopreveníveis.

A campanha tem como objetivo oportunizar o acesso às vacinas que fazem parte do Calendário Nacional de Vacinação da Criança e do Adolescente, atualizar a situação vacinal desse público, aumentar as coberturas vacinais e diminuir a incidência, contribuindo para o controle, eliminação e/ou erradicação das doenças imunopreveníveis nas crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade, o Programa Nacional de Imunizações (PNI) está realizando, no período de 1 a 29 de outubro, a Campanha Nacional de Multivacinação.

A Campanha Nacional de Multivacinação é uma estratégia que tem como finalidade atualizar a situação vacinal das crianças e adolescentes menores de 15 anos – 14 anos 11 meses e 29 dias-, de acordo com as indicações do Calendário Nacional de Vacinação e mediante a avaliação do cartão ou caderneta de vacinação.

De acordo com a secretária da Saúde da Bahia, Tereza Paim, “a erradicação ou mitigação de doenças por meio da vacinação é fruto de um esforço coletivo. É o momento de crianças e adolescentes voltarem aos postos de saúde para iniciar ou completar o esquema vacinal contra diversas doenças, como sarampo, febre amarela e poliomielite”, afirma.

A estratégia busca vacinar crianças e adolescentes menores de 15 anos ainda não vacinados ou com esquemas incompletos. É importante que toda a população-alvo compareça às unidades de saúde, levando o cartão ou caderneta de vacinação, para que os profissionais de saúde possam avaliar se há alguma vacina que ainda não foi administrada, ou se há doses que necessitam ser aplicadas, para completar o esquema vacinal.

Manter a caderneta de vacinação das crianças e adolescentes em dia é um desafio e uma questão de saúde pública, tendo em vista que doenças como o sarampo, a meningite e a caxumba afetam a saúde desses grupos etários, que também são importantes transmissores dessas doenças.

Para iniciar ou completar o esquema vacinal, estão sendo oferecidas as seguintes vacinas: BCG, Hepatite B, Pentavalente, Pólio Inativada e Pólio Oral, Rotavírus, Pneumcócica 10-Valente, Meningocócica C, Febre Amarela, Tríplice Viral (sarampo, caxumba e rubéola), Tetra Viral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela), DPT, Hepatite A, Varicela, Hepatite B, Difteria e tétano, Meningocócica ACWY, HPV quadrivalente e DTpa.

Importante ressaltar que as crianças que se encontrarem em condições clínicas especiais devem ser avaliadas e vacinadas, caso haja indicação, pelo CRIE – Centro de Referência de Imunibiológicos Especiais.

Postar um comentário

0 Comentários