Header Ads Widget

Capital e interior ganham novos investigadores da Polícia Civil

Foto: Haeckel Dias/Polícia Civil

Quatro departamentos, a Academia da Polícia Civil (Acadepol) e a Central de Flagrantes de Salvador tiveram reforços nos efetivos com a designação de 39 investigadores, nesta quarta-feira (10). Durante a cerimônia, com a presença da delegada-geral da Polícia Civil, Heloísa Campos de Brito, e demais gestores, no edifício-sede da instituição, na Piedade, os novos policiais civis conheceram suas primeiras lotações.

No Departamento de Polícia do Interior (Depin), 13 Coordenadorias Regionais de Polícia do Interior (Coorpins) terão novos investigadores, a exemplo dos municípios de Alagoinhas, Barreiras, Teixeira de Freitas e Seabra. Em Salvador, os servidores foram designados para os Departamentos de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP), de Polícia Metropolitana (Depom), de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), de Inteligência Policial (DIP), a Academia da Polícia Civil (Acadepol) e a Central de Flagrantes.

A delegada-geral destacou o novo momento da Polícia Civil. “Estou muito feliz com o fato de ter participado da trajetória desses novos investigadores, desde a minha gestão na Acadepol, até a designação hoje. Os servidores aprovados no concurso de 2018 iniciam suas jornadas, justamente em uma nova fase da Polícia Civil, marcada pela implementação de novas tecnologias, construção de novas Delegacias e fortalecimento da inteligência policial”, comentou Heloísa Campos de Brito.

Entre os novos investigadores, José Janiel Santana dos Santos, designado para a Delegacia Territorial (DT) do município de Pedro Alexandre, unidade coordenada pela 18ª Coorpin/Paulo Afonso, afirmou que “existe um significado especial para eu ter chegado até aqui. A Polícia Civil tem uma representatividade na garantia dos direitos fundamentais dos cidadãos e eu poderei contribuir para a segurança pública em uma região onde já tenho um convívio”.

Fonte: Ascom/Polícia Civil

Postar um comentário

0 Comentários