Header Ads Widget

Barragens se rompem, e Bahia chega a 18 mortos após chuvas

Foto: Isaac Nobrega


Por: Correio24Horas 

Os alagamentos e deslizamentos provocados pela chuva já causaram a morte de 18 pessoas e deixaram outras 286 feridas na Bahia. Ao todo, 37 cidades foram afetadas. A Defesa Civil do estado e as prefeituras das cidades atingidas informaram neste domingo (26) que são quase 4,2 mil desabrigados e mais de 11,2 mil desalojados. 

O corpo de Olivan Alves Mota, 60 anos, dono de uma balsa, foi encontrado neste domingo (26) no Rio das Contas, na cidade de Aureliano Leal.

As barragens de Iguá, localizada em Vitória da Conquista, e outra em Jussiape se romperam e deixaram regiões inteiras debaixo d'água.

No Vale do Jiquiriçá, o Rio Jiquiriçá transbordou, deixando cidades do entorno completamente alagadas. Em Ubaíra, a força do rio arrastou veículos e casas, deixando pessoas desabrigadas. Ao menos 16 casas foram abaixo.

"Acabei de receber novo levantamento e temos, neste momento, 37 cidades fortemente atingidas pelas chuvas. Visitei Itabuna e Itajuípe e as imagens são muito fortes. Na história recente da Bahia, não lembro de tragédia tão grande", disse Rui costa.

A estrada que liga a cidade à Itaquara está fechada por conta da grande quantidade de água no local. Uma árvore caída na BR-420 impossibilitou o acesso entre os municípios de Jiquiriçá e Mutuípe. Os dois municípios sofrem as consequências das intensas chuvas. 

Um desabamento de pedras em diversos pontos da BR-430/BA, entre os municípios de Caetité e Igaporã, no Centro-Sul do Estado, causou a interdição completa do tráfego na rodovia na tarde desta sábado (25).

Mais chuvas

Nas áreas mais graves, existe a possibilidade de chuvas entre 30 e 60 milímetros por hora e ventos entre 60 e 100 quilômetros por hora.

De acordo com o Inmet, há risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

A Defesa Civil Nacional já liberou R$ 17,5 milhões aos municípios baianos afetados pelas chuvas para ações de resposta ao desastre natural e reconstrução de infraestrutura danificada.

Situação de emergência após chuvas

1.    Alcobaça
2.    Amargosa
3.    Amélia Rodrigues
4.    Anagé
5.    Andaraí
6.    Apuarema
7.    Baixa grande
8.    Belmonte
9.    Boa Vista do Tupim
10.    Camacan
11.    Canavieiras 
12.    Caravelas
13.    Cocos
14.    Conceição do Almeida
15.    Encruzilhada
16.    Eunápolis
17.    Guaratinga
18.    Iaçu
19.    Ibicuí
20.    Ibirapuã
21.    Iguaí
22.    Ilhéus
23.    Ipiaú
24.    Itabela
25.    Itaberaba
26.    Itabuna
27.    Itacaré
28.    Itagimirim
29.    Itajuípe
30.    Itamaraju
31.    Itambé 
32.    Itanhém 
33.    Itapé
34.    Itapebi
35.    Itapetinga
36.    Itaquara
37.    Itarantim
38.    Jaguaquara
39.    Jequié
40.    Jiquiriçá
41.    Jucuruçu
42.    Laje
43.    Lajedão
44.    Lençóis
45.    Macarani
46.    Maragogipe
47.    Marcionílio de Souza
48.    Mascote
49.    Medeiros Neto
50.    Mucugê
51.    Mucuri 
52.    Mundo Novo
53.    Mutuípe
54.    Nova Viçosa
55.    Novo Horizonte
56.    Porto Seguro
57.    Prado
58.    Ribeira do Pombal
59.    Ruy Barbosa 
60.    Santa Cruz Cabrália
61.    Teixeira de Freitas
62.    Teolândia 
63.    Ubaíra
64.    Uruçuca
65.    Vereda
66.    Vitória da Conquista

Postar um comentário

0 Comentários