Header Ads Widget

Cantor Felipe Ret é acordado por policiais e conduzido à delegacia após mandado de busca em Angra, Rio de Janeiro

O artista estava em um resort de luxo na cidade de Angra dos Reis e não ofereceu resistência a abordagem dos policiais

Foto: Reprodução/ Instagram/ SBT

O cantor Filipe Ret foi acordado por policiais civis na manhã desta terça-feira (19), que cumprem cinco mandados de busca em uma investigação sobre suposta distribuição de cigarros de maconha em uma festa realizada pelo artista no Rio de Janeiro.

De acordo com o g1, o artista estava em um resort de luxo na cidade de Angra dos Reis e não ofereceu resistência a abordagem dos policiais. O celular de Ret foi apreendido e o cantor será autuado por porte de entorpecentes. 

Segundo o delegado Marcus Amin, titular da DRE, responsável pelo caso, um inquérito foi instaurado para investigar o trapper pelo crime de tráfico de drogas.

Todo caso está relacionado a festa de aniversário do artista, realizada no dia 23 de junho, no Vivo Rio, Zona Sul da cidade carioca, na qual Ret oferece um “open maconha” para seus convidados. Nas imagens, o cantor segura um balde azul com o que parece ser alguns cigarros de maconha.

Esta não é a primeira vez que o artista se envolve em problemas por porte de maconha. Em 2021, o o cantor foi preso em uma operação policial por porte de drogas. Na ocasião, Ret alegou que o pacote de maconha era para uso próprio.

Quem é Filipe Ret

Filipe Cavaleiro de Macedo da Silva Faria, mais conhecido pelo seu nome artístico Filipe Ret, tem 37 anos e começou a carreira em 2003 em batalhas de MC na Lapa.

O artista é formado em jornalismo, é dono de uma gravadora, a Tudubom Records, e dono de uma marca de maconha, a Ret Kush, que foi lançada nos Estados Unidos.

Na área da música, seu último trabalho foi lançado em junho, o álbum LUME, que conta com participações de Caio Luccas, Kayuá, MC Maneirinho, Poze do Rodo e Anitta.


Redação iBahia

Postar um comentário

0 Comentários