Header Ads Widget

Atlético de Alagoinhas vence o Jacuipense no Valfredão e se torna bicampeão baiano

Thiaguinho comemora gol do Atlético de Alagoinhas sobre o Jacuipense (Foto: ASCOM AAC/Mr Fotografia)


As informações são do G1

O Atlético de Alagoinhas escreveu seu nome na história do futebol baiano neste domingo. No Valfredão, o Carcará bateu o Jacuipense por 2 a 0 e conquistou o título estadual pelo segundo ano consecutivo, no apogeu de uma trajetória vitoriosa iniciada anos atrás. A equipe comandada por Agnaldo Liz não se intimidou na casa do adversário e ditou o ritmo de jogo, com boas atuações de Miller, Dionísio e Thiaguinho, que marcou o primeiro gol da partida. O Leão do Sisal ainda teve um expulso no segundo tempo e tentou reagir, mas viu o sonho ruir quando Paulinho converteu pênalti e garantiu o título do time de Alagoinhas. 

Primeiro tempo 

Diante de um Jacuipense que criou pouco, o Atlético de Alagoinhas conseguiu se impor no Valfredão. Sob o comando de Thiaguinho, Miller e Dionísio, o Carcará teve maior posse de bola e presença ofensiva, e foi para o intervalo com 1 a 0 no placar. O gol saiu aos 14 minutos: Miller bateu em cima de Mota, que espalmou para frente e deu o rebote para o atacante do Atlético, que só completou. A comemoração, no entanto, foi atrasada pelos quatro minutos que o VAR levou para validar o gol. O Leão do Sisal só assustou nos últimos minutos – ainda assim, sem chances claras. 

Segundo tempo

O enredo do primeiro tempo se repetiu – e o do primeiro jogo também. Depois de 19 minutos de leve domínio atleticano, o Jacuipense ficou com um jogador a menos: Newton, que havia entrado no intervalo, foi expulso de campo. Mas quem esperava vida mais confortável para o Carcará se enganou. Assim como no jogo de ida, o Jacupa pareceu crescer após a expulsão e chegou muito perto do empate aos 31, quando Miller tirou o chute de Kaefer em cima da linha. Henrique também tentou em cobrança de falta, mas Fábio Lima cresceu para fazer a defesa. A insistência do Leão do Sisal não teve resultado e foi apagada aos 46, quando o árbitro marcou pênalti para o Atlético. Paulinho cobrou e converteu.
 
Dia de despedida 

A dupla que embalou o campeão baiano de 2022 fez sua última partida pela equipe neste domingo – e deixou boas recordações para a torcida carcará. Miller, artilheiro da competição com seis gols, e Dionísio vão jogar pelo Vitória a Série C. O primeiro se apresenta já nesta segunda-feira. 

Casa cheia 

O Valfredão ficou lotado neste domingo. Os cerca de seis mil ingressos da partida haviam sido esgotados no decorrer da semana, mas não apenas por torcedores do Jacuipense. Após o gol do Atlético, a torcida carcará cantou alto e calou os adversários. 

Próximos jogos 

O Atlético de Alagoinhas volta a campo no dia 17, quando estreia na Série D, contra o ASA, em Arapiraca. No mesmo dia, o Jacuipense recebe o Sergipe no Valfredão.

Postar um comentário

0 Comentários