Header Ads Widget

Casal é condenado a 17 anos de prisão por abusar sexualmente de filhas e forçar aborto


O Tribunal do Júri condenou nesta segunda-feira (4) Analice Jesus Santos a 17 anos de prisão e Jacson Santos Pereira a 17 anos e 3 meses em razão de abusar sexualmente das filhas e terem obrigado uma delas a praticar aborto. 

Os crimes aconteceram entre os anos de 2019 e 2020, no bairro do Lobato, em SalvadorSegundo a denúncia, em abril de 2019 o casal obrigou a adolescente que estava grávida a ingerir medicamento e chás abortivos, provocando o aborto do feto. Os dois réus cumprirão a pena em regime fechado. 

Os dois foram presos em Itaberaba, na região da Chapada Diamantina, em novembro de 2020. Eles foram denunciados à polícia depois que vizinhos descobriram que as crianças eram estupradas. Jacson foi preso enquanto usava um documento falso. Durante a prisão, ele confessou a polícia o verdadeiro nome e indicou onde Analice estava, então ela foi encontrada em seguida.

Além disso, eles foram acusados de estuprar e filmar os abusos sexuais cometidos contra as próprias filhas. A tese de acusação foi sustentada no Júri pela promotora de Justiça Isabel Adelaide. A sentença foi assinada pela juiza Gelzi Maria de Almeida Souza.

Postar um comentário

0 Comentários