Header Ads Widget

Organizador de passeio de moto de Bolsonaro em SP recebeu 16 parcelas de auxílio emergencial do governo federal

Jarkson também participou da organização da primeira edição do evento em junho de 2021, enquanto ainda recebia o benefício. — Foto: Divulgação/ Rede Socia

O pastor Jarkson Vilar da Silva, que se apresenta como Jackson Villar e foi um dos organizadores do passeio de motos com Jair Bolsonaro (PL) na última sexta-feira (15), recebeu 16 parcelas de auxílio emergencial do governo federal, segundo informações do Portal da Transparência.

Ele recebeu R$ 5.700 entre os meses de abril de 2020 e outubro de 2021.

Jarkson também participou da organização da primeira edição do evento de motos, em junho de 2021, enquanto ainda recebia o benefício.

O empresário já foi candidato a deputado federal pelo Partido Republicano da Ordem Social (Pros) em 2018. Ele se candidatou com o "nome de urna" Jackson Villar.

Pelas redes sociais, ele divulgou o passeio Acelera para Cristo com Bolsonaro, com a cobrança de R$ 10 para os participantes que quisessem ficar em uma "área VIP", próxima ao presidente.

O passeio contou com 3.703 motocicletas, segundo dados de concessionária da Rodovia dos Bandeirantes divulgados pela Secretaria de Logística e Transportes (SLT) e pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp).

O presidente participou do passeio, pilotando sua moto, que saiu do lado do Anhembi, na cidade de São Paulo, e seguiu até Americana, cidade do interior paulista, onde ele falou, entre outras coisas, que o acordo entre o aplicativo de mensagens WhatsApp e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) representa "censura" e que, para ele, "não tem validade".

O passeio de motos provocou congestionamentos em estradas devido ao bloqueio de trechos da Rodovia dos Bandeirantes.

A reportagem procurou o empresário para comentar sobre o assunto, mas, até a publicação desta reportagem, não teve retorno.

Com informações do G1

Postar um comentário

0 Comentários