Header Ads Widget

Ex-premiê Shinzo Abe morre após ser baleado em comício no Japão


O ex-primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, foi baleado durante um comício na cidade de Nara, esta sexta-feira (8). De acordo com a imprensa local, o político não teria resistido e morreu no hospital.

No momento do ataque, ele participava num comício eleitoral do Partido Liberal Democrático (PLD) para as eleições parlamentares de 10 de julho. O ex-governante teria sido baleado no lado esquerdo do peito e no pescoço e, de acordo com a emissora pública nipônica NHK, foi levado a um hospital mas não resistiu.

A polícia disse que o suspeito,  um homem de 41 anos, já foi detido. A NHK citou o suspeito, identificado como Tetsuya Yamagami, como tendo dito às autoridades que estava insatisfeito com Abe e que quis matá-lo.

A imprensa japonesa informa também que Yamagami seria habitante de Nara e teria servido no exército.

"Houve um estrondo alto e fumaça", descreveu o empresário Makoto Ichikawa, que estava no local, à Reuters, acrescentando que a arma era do tamanho de uma câmara de televisão. "No primeiro tiro, ninguém percebeu o que estava a acontecer, mas depois do segundo tiro, o que parecia ser uma polícia especial atacou-o".

O povo japonês, os partidos políticos e os líderes mundiais já expressaram o choque e condenaram o assassinato. A violência política é rara no Japão, um país com regulamentações rígidas sobre armas.

Notícias ao Minuto 

Postar um comentário

0 Comentários